Ir para o conteúdo
Como funciona o seguro de carro usado?

Como funciona o seguro de carro usado?

Muitas pessoas sonham em possuir um veículo próprio e não mais depender do serviço de transporte público. Mas, nem todos se preocupam com um seguro na hora de fazer o orçamento da compra de um veículo, principalmente se é um veículo usado.

Saiba que proteger o seu patrimônio é algo muito importante, mesmo tratando-se de um veículo usado.

Mas como funciona o seguro de um carro usado? Quais são os critérios e exigências para realizar o contrato de seguro de um carro usado? Essas são perguntas corriqueiras sobre esse assunto.

O ponto mais importante que você deve saber sobre o funcionamento do seguro de carros usados é a diferença entre esse tipo de seguro e o seguro veicular de carros novos. Um dos pontos que se destacam neste caso é o valor do seguro para carros usados, que tende a ser bem mais baixo em comparação com o seguro de veículos novos.

O valor dependerá diretamente da modalidade contratada e do ano de fabricação do veículo, das características do motorista, como idade, sexo, envolvimento com acidentes e outros aspectos avaliados pelas seguradoras. O que diferencia neste caso é o risco que a empresa terá em cobrir possíveis prejuízos que o contratante terá ao assegurar um veículo usado.

Partindo deste pressuposto, você deve se atentar à documentação do seu veículo e às exigências de cada seguradora que oferece este tipo de contrato de seguro. Também é importante estar ciente de que as empresas que oferecem esse tipo de cobertura elaboram contratos para veículos com até 15 anos no máximo. Ou seja, veículos muito antigos e em mau estado de conservação ficam de fora deste tipo de contrato. Mas, como são as empresas seguradoras as maiores responsáveis pela cobertura, existem exceções que podem ser consideradas por essas empresa.

Caso você seja proprietário de um veículo muito antigo ou objeto de coleção, existem seguradoras que oferecem um contrato específico que pode ser a solução para o que você procura.

Voltar ao topo