Ir para o conteúdo

Planejamento financeiro: uma renda complementar protege seu futuro

Planejamento financeiro: uma renda complementar protege seu futuro

A melhor maneira de complementar a sua renda

Quando a vida profissional e a capacidade de gerar receita estão em alta, precisamos pensar no futuro e investir numa previdência privada.

Em um cenário de incertezas, é natural que as pessoas foquem em resolver as questões imediatas e se esqueçam de planejar o futuro. No entanto, é muito importante poupar uma quantia mensal para ter reservas quando a idade avançar e as possibilidades de geração de renda ficarem mais limitadas.
Como é muito difícil ter a disciplina de guardar dinheiro, fazer um plano de previdência privada é uma boa forma de garantir uma renda complementar no futuro. Isso porque você pode definir uma quantia mensal para ser aportada no fundo regularmente.

Começar a fazer isso em plena juventude é o segredo: quanto mais tempo você deixar seu dinheiro aplicado, mais ele renderá graças aos juros compostos. E, quanto mais aportes fizer ao longo dos anos, mais rápido você atingirá o montante necessário para proteger sua saúde financeira futura.

Caso você opte por uma previdência privada, existe a possibilidade de aplicar o seu dinheiro em um plano que atenda às suas necessidades. Ele pode ser voltado mais para médio prazo, longo prazo, contar com deduções do IR ou não.

Como existe uma gestão profissional zelando pelo desempenho das suas aplicações, há as vantagens dos fundos de investimento aliadas aos incentivos fiscais sem que você se preocupe com isso.  

Depois dos anos estipulados no contrato, o trabalhador recebe o montante acrescido com os juros acumulados, em parcela única ou em créditos mensais, a depender do que foi acordado. Na MAPFRE o contratante determina como e quando quer receber o valor aplicado, podendo transformar seu saldo em:

Com a reforma da Previdência aprovada no Brasil, a possibilidade de se aposentar apenas pelo tempo de contribuição foi excluída e, na nova regra, as idades mínimas para a aposentadoria subiram, tanto para trabalhadores da iniciativa privada como para servidores públicos.

Diante desse cenário, planejar as finanças para obter uma renda complementar é fundamental para quem busca um futuro mais tranquilo.

Voltar ao topo