Ir para o conteúdo

Como funciona o seguro de vida?

A maioria das empresas solicita que os seus funcionários possuam um seguro de vida. Algumas delas até fazem o pagamento mensal, a fim de garantir que os familiares dos trabalhadores recebam a apólice caso algo aconteça.

Essa prática é ainda mais comum em profissões cujo risco de vida é maior. No entanto, é importante levar em conta que nem sempre o seguro de vida que a empresa paga tem uma apólice suficiente para cobrir as suas necessidades. Por isso, é importante saber exatamente como funciona o seguro de vida da sua empresa para ter a certeza de que precisa ou não contratar um seguro adicional.

Veja como funciona o seguro de vida

Para contratar um seguro de vida é preciso procurar por uma seguradora e estudar as possibilidades de planos. Depois disso, a pessoa assina um contrato e paga uma taxa mensal.

Na hora de contratar, deverá preencher um campo com o nome dos beneficiários, que pode ser uma ou mais pessoas e não precisam ser parentes. É possível colocar filhos, cônjuge, vizinhos, amigos, colegas de serviço ou qualquer outra pessoa como beneficiária.

Caso a pessoa que contratou o seguro de vida venha a falecer, os beneficiários recebem o valor da apólice que foi acordado na contratação. Se mais de uma pessoa estiver cadastrada como beneficiária, o valor da apólice será dividido em partes iguais.

Vale lembrar que a pessoa que contratou o seguro pode mudar os nomes dos beneficiários sempre que quiser. Além disso, só maiores de 18 anos podem receber a apólice, caso o dono do seguro faleça. Vamos supor que alguém colocou o nome de um filho de 13 anos como beneficiário. Nesse caso, o menino só poderá receber o valor do seguro quando completar 18 anos.

Também é importante saber exatamente o tipo de seguro de vida contratado e o que ele cobre. Os mais simples cobrem só casos de morte, mas há seguros de vida que cobrem casos de invalidez, acidentes e até gastos médicos. Há também alguns em que você pode contratar o básico e colocar itens adicionais, que serão cobrados mensalmente.

Qualquer pessoa pode contratar um seguro de vida e o valor da indenização a ser recebida depende da apólice contratada. Vale lembrar que, caso contrate um seguro de vida e não defina ninguém como beneficiário, automáticamente metade do valor da indenização será destinada ao cônjuge e a outra metade divisão entre os filhos.

As vantagens de ter seguro de vida

Há várias vantagens de ter um seguro de vida. A principal delas é garantir que a família ou uma pessoa querida tenha o suporte que precisa em caso de norte do segurado. Além disso, se o seguro for mais completo, com cobertura para doenças graves, por exemplo, o próprio contratante fica resguardado: caso venha a ter uma doença mais difícil de ser tratada, terá como receber uma quantia mensal para que possa se tratar e ficar confortável enquanto se recupera.

Há ainda seguros mais completos, que oferecem auxílio medicamento ereembolso de gastos hospitalares, entre outros. Quanto mais completo, mais tranquilidade para o segurado.

Conheça os seguros MAPFRE e identifique o mais adequado para o seu caso!
Voltar ao topo