Ir para o conteúdo

MAPFRE Seguros dá dicas para aviação geral no verão

Com a chegada do verão, aumenta o alerta nas navegações aéreas da aviação geral e executiva. Condições meteorológicas nesta época do ano são caracterizadas por fenômenos severos, principalmente se considerar as previsões recentemente divulgadas por algumas agências quanto a efetivação do El Niño (aquecimento das águas do Oceano Pacífico) trazendo para o território brasileiro maior volume de chuvas e nuvens de tempestade, que se formam pela associação de altas temperaturas e umidade.

Em rápida análise dos acidentes ocorridos com a aviação particular e executiva nos últimos 15 anos, é possível notar que 78% dos casos estão relacionados a fatores como à falta de planejamento, condições meteorológicas adversas e pouca experiência do piloto. Dados alarmantes normalmente encontrados neste período do ano cujo volume de voos aumenta e a relação entre passageiros e pilotos pode sofrer maior interferência quanto necessidade de decolar e chegar ao destino no menor tempo possível. 

Diante disso, a MAPFRE reuniu algumas dicas importantes aos pilotos profissionais e privados que realizam diversas viagens e enfrentam condições climáticas mais complicadas neste período. 

Segundo o diretor de Seguros Aeronáutico, Cascos Marítimo e Transporte da MAPFRE, Carlos Polizio, mesmo com possibilidade de enfrentar situações adversas é fundamental que o piloto planeje com antecedência sua navegação. “Realizar viagens com segurança não é nada complicado, basta planejar e executar voos que respeitem os limites dos pilotos e da aeronave ”, afirma.

A MAPFRE Seguros é líder no segmento de seguros aeronáutico no país e conta com uma série de produtos especiais para qualquer tipo de operação aérea como para Aviação Geral (particular, jatos corporativos, turbo-hélices e helicópteros), Táxi Aéreo, Aviação Agrícola e Linhas Aéreas Regulares. As apólices incluem coberturas visando a proteção do equipamento e de Responsabilidade Civil do Explorador e Transportador aéreo.

Confira abaixo algumas dicas para um voo mais seguro:

  • Dê preferência para a atividade aérea de manhã, evitando formações que em geral ocorrem à tarde justamente pela incidência prolongada de altas temperaturas ao longo do dia;


  • Acompanhe cuidadosamente as informações meteorológicas completas, com antecedência ao voo, adquirindo conhecimento e consciência sobre os padrões que deverão estar predominando quando for voar;


  • Conheça as suas limitações como aviador, bem como as das aeronaves, que não foram projetadas para enfrentar grandes cargas de turbulência, gelo ou granizo em volume, típicos das nuvens Cumulunimbus (CB), conhecidas como nuvens de tempestade;


  • Nada está acima da sua segurança e dos seus passageiros. Imponha sua decisão como piloto em comando. Caso haja algum fator meteorológico que, segundo o seu julgamento, pode tornar o voo perigoso, não voe.
Voltar ao topo