Ir para o conteúdo

MAPFRE Investimentos projeta aumento no IBC-BR

Com a divulgação do IBC-BR (Índice de atividade econômica do Banco Central do Brasil) nessa sexta-feira (14), a MAPFRE Investimentos projeta um aumento de 0,5% no índice em maio, na comparação com o mês anterior. Os motivos desse aumento são justificados principalmente pelo avanço da indústria e do comércio varejista.

Ao observar os dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgados na semana passada, é possível perceber o crescimento de maio em relação a abril. O aumento da produção de bens intermediários e bens de consumo duráveis se destacaram e devem impulsionar o IBC-BR de maio. Outro fator que também justifica o crescimento econômico é o avanço da indústria extrativa mineral, que apresentou resultado negativo na leitura anterior. Quando fazemos a leitura em relação ao ano passado, é possível perceber que o aumento na PIM é nítido, com os principais itens da produção industrial passando do patamar negativo para o positivo.

Avaliando o desempenho do comércio no mesmo período, a MAPFRE Investimentos projeta um crescimento do setor de supermercados (alimentação), móveis e eletrodomésticos (artigos para residência), aproveitando o período deflacionário de ambos os setores. A inflação acumulada no setor de alimentação no domicílio no ano é de -0,2% até maio. Quando observamos a inflação de artigos de residência, é possível perceber uma deflação acumulada de 0,7% até o mês de maio em 2017. Outro fator que também influencia bastante o crescimento do comércio no mês de maio é o bom desempenho das vendas de veículos do mês, que aumentou 2,9% de acordo com a ANFAVEA.
Quando o dado de PIB trimestral foi divulgado, foi fácil perceber que o crescimento econômico estava atribuído a, principalmente, um setor: o agropecuário. Esse desempenho, por sua vez, está atribuído à boa safra agrícola de 2017. Portanto, nossa projeção de crescimento econômico em 2017 é fortemente influenciada pela agropecuária. Só na leitura do primeiro trimestre, o setor agrícola apresentou um crescimento de 13,4% em relação ao trimestre anterior. Na comparação com a indústria, cujo crescimento trimestral foi de 0,9%, é fácil perceber que o setor agropecuário possui maior importância para justificar o crescimento da atividade em 2017.
Portanto, a expectativa da MAPFRE Investimentos para o IBC-BR, com leitura no mês de maio, se baseia no crescimento da indústria no mês avaliado, da boa perspectiva do comércio, no mesmo período, e da continuidade do crescimento agropecuário, que justifica o aumento econômico do mês vigente.

GESTÃO
A semana que se passou foi de realização de lucros na bolsa de valores, com curva de juros e o Dólar cedendo sem muita força. Os movimentos foram pouco expressivos, demonstrando que os investidores seguem cautelosos em relação a incerteza política que se encontra o país. No que diz respeito aos indicadores econômicos, o IPCA referente ao mês de junho segue como destaque, com queda de 0,23%, apresentando variação de 3% no período de 12 meses e variação de 1,18% no acumulado de 2017. O Dólar encerrou a semana com desvalorização de 0,78% frente ao Real, cotado a R$ 3,2811.
O Ibovespa encerrou a semana com desvalorização de 0,92%, aos 62.322 pontos. O setor de papel e celulose, que tem boa parte de suas receitas atreladas ao dólar, foi o destaque negativo da semana, com SUZANO e FIBRIA caindo 6,31% e 5,86% respectivamente. Pelo lado positivo, os destaques foram as ações de ELETROBRAS, ELET3 e ELET6, que subiram 27,71% e 15,05% respectivamente após anúncio do Ministério de Minas e Energia de um novo modelo para o setor elétrico que permitirá a privatização de usinas antigas que tiveram suas concessões renovadas.
O mercado de renda fixa reagiu à divulgação do IPCA referente ao mês de junho. O impacto do indicador foi refletido com maior intensidade na parte mais curta da curva de juros futuros. Os vencimentos mais longos seguem com mais prêmio por conta da incerteza na condução e aprovação das reformas. Os destaques da semana foram: Jan18 queda de 15 pontos; Jan19 queda de 12 pontos; Jan21 queda de 7 pontos; Jan23 queda de 8 pontos; Jan25 alta de 4 pontos.

SOBRE A MAPFRE
A MAPFRE Brasil, no país desde 1992, é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente na Europa, Ásia, África e América. Especialista nos segmentos em que atua, a MAPFRE Brasil opera com bases de negócios sustentáveis e é dividida em unidades de Investimentos, Consórcios, Capitalização, Previdência e Vida Resgatável, Saúde, Assistência e Pesquisa e Desenvolvimento (CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación Mapfre, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população.

A unidade MAPFRE Investimentos é especializada na gestão de fundos de investimentos que atendem aos segmentos de pessoa física, jurídica e institucional, totalizando hoje um volume superior a R$ 10 bilhões.

Outras informações sobre MAPFRE Investimentos:
CDN Comunicação
Ana Beatriz Paschoal | + 55 11 3643-2737 | anabeatriz.paschoal@cdn.com.br
Fernanda Monteiro | + 5511 3643-2804 | fernanda.monteiro@cdn.com.br

Voltar ao topo