Ir para o conteúdo

MAPFRE Investimentos: mercado financeiro internacional atento às taxas de juros dos títulos do tesouro norte-americano

São Paulo, 23 de maio de 2017 – As taxas dos títulos do tesouro norte-americano continuam concentrando a atenção dos mercados financeiros internacionais por conta de sua instabilidade. Entre os eventos externos com impactos nestes mercados poucos se destacam tanto quanto a divulgação da ata do FOMC, o Comitê Federal de Mercado Aberto, pela autoridade monetária dos Estados Unidos, o Federal Reserve. Esta ata explicita a visão da autoridade monetária a respeito não apenas da situação atual e perspectivas da inflação do nível de atividade, mas também a visão a respeito dos mercados de crédito e de capitais. Com isso, indica a perspectiva da taxa básica de juros nos Estados Unidos.

A próxima ata do FOMC será divulgada pela autoridade monetária dos Estados Unidos nesta quarta-feira (24/05). Nossa expectativa é de que essa ata revele confiança dos diretores do Federal Reserve na continuidade do crescimento da economia dos EUA. Afinal, a atividade econômica melhora na maior parte dos EUA e a perspectiva segue otimista. O nível de emprego melhora gradualmente na maioria das regiões e há escassez de trabalhadores especializados. Com isso, os salários são pressionados para cima. Quanto à inflação, esta segue em níveis acima da meta do Banco Central dos EUA, inclusive o seu núcleo. Enfim, a ata deve corroborar o prosseguimento do aperto monetário.

Além dessa ata, o quadro político também impacta as taxas de títulos do Tesouro dos EUA. Os adversários de Donald Trump sinalizam cada vez mais a intenção de abrir um processo de impeachment no Congresso contra o presidente. Entre as acusações estariam as de que o presidente teria compartilhado informações secretas com autoridades russas e de obstrução da Justiça. Trata-se de um quadro que poderia enfraquecer a capacidade do Executivo de promover políticas econômicas, inclusive os estímulos fiscais. Isso explica porque as taxas dos títulos do Tesouro do EUA recuaram nos últimos dias.

Ocorre que Donald Trump tem duas cartas na manga. Em primeiro lugar, os democratas são minoria no Congresso. Segundo, porque poucos republicanos ousam se opor a ele. Qualquer um que pense em desafiá-lo sabe que pode ser criticado. Afinal, pelo menos um quarto dos americanos são partidários cativos de Trump. Eles têm o poder de expulsar republicanos não alinhados com Trump nas prévias partidárias para o Congresso. Ou seja, mesmo que a maioria dos republicanos saiba que Trump tenha dificuldade para conduzir as políticas interna e externa, este será poupado até as eleições legislativas de 2018. Estamos atentos aos riscos e oportunidades desse cenário.

cid:image001.png@01D2D2E5.5D264AA0GESTÃO
A semana passada foi de grande volatilidade nos mercados financeiros locais, com destaque para o cenário político brasileiro que trouxe bastante incerteza para todos os fatores de risco.

A despeito das boas notícias vindas da inflação mais baixa e de indícios de recuperação econômica, houve redução na probabilidade de aprovação das reformas trabalhista e da previdência. Com isso, a perspectiva de uma recuperação fiscal para o Brasil ficou sem um horizonte claro para sua concretização. Com estas mudanças, o ritmo e intensidade de cortes da taxa SELIC já começam a ser revisados por diversos agentes e a curva de juros futura apresentou grande amplitude de movimentos.

Em relação aos fundos sob a gestão da MAPFRE Investimentos, houve impacto positivo nos mercados de juros devido ao posicionamento tático comprado e também em estratégias de arbitragem.

No mercado de renda variável, tivemos impactos limitados devido à baixa exposição dos fundos multimercados neste fator de risco. Essa posição foi integralmente protegida após a mudança de cenário político, devido às alterações de perspectivas que tivemos para esta classe de ativos.

Em juros americanos, apesar de apresentar um pouco de volatilidade no início da semana passada devido a um início de instabilidade política nos EUA, mantivemos nossa posição comprada em taxas de juros. Nossa visão é de que o FOMC continuará com o aumento de taxas de juros básica em junho, devido aos sinais de continuidade do crescimento da economia dos EUA.

SOBRE A MAPFRE - A MAPFRE Brasil, no país desde 1992, é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente na Europa, Ásia, África e América. Especialista nos segmentos em que atua, a MAPFRE Brasil opera com bases de negócios sustentáveis e é dividida em unidades de Investimentos, Consórcios, Capitalização, Previdência e Vida Resgatável, Saúde, Assistência e Pesquisa e Desenvolvimento (CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación Mapfre, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população.

A unidade MAPFRE Investimentos é especializada na gestão de fundos de investimentos que atendem aos segmentos de pessoa física, jurídica e institucional, totalizando hoje um volume superior a R$ 9 bilhões.

Outras informações sobre MAPFRE Investimentos:
CDN – Comunicação
Henrique Alves | + 55 11 3643-2736 | henrique.alves@cdn.com.br
Vilma Balint | + 55 11 3643-2837| vilma.balint@cdn.com.br

Voltar ao topo