Ir para o conteúdo

MAPFRE Investimentos: taxa de juros e IPCA de março estão no foco da semana

São Paulo, 4 de abril de 2017 – A estimativa da MAPFRE Investimentos para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março, a ser divulgado no próximo dia 7 de abril, é de uma alta de 0,18% ante o mês anterior. Alguns fatores contribuíram para essa contenção dos preços. Um desses fatores foi a inflação de alimentos, ainda com comportamento de baixa. Outra contribuição decorreu da redução do preço da gasolina no mês passado. Também vale a pena citar os preços de serviços de educação, que tiveram reajuste em fevereiro e retornaram ao seu patamar de baixa no mês passado, contribuindo negativamente para o crescimento da inflação mensal.

Qual o balanço de riscos, favoráveis e desfavoráveis, para a continuidade da contenção da inflação ao longo dos próximos meses? Entre os riscos favoráveis, os preços dos alimentos seguirão em posição de destaque. O aumento da produção agrícola contribui para essa trajetória de preços dos alimentos. As últimas coletas de preços agrícolas indicam que estes seguirão contidos no varejo. Além disso, a desaceleração econômica reflete-se sobre os preços de bens e serviços sensíveis à demanda. Não é por acaso que os preços de serviços subjacentes estão em trajetória de acomodação. A depender da evolução das condições do mercado de trabalho, isso continuará sendo verdadeiro.

Mas há riscos desfavoráveis para a contenção da inflação. Os preços administrados deverão pressionar a inflação. As compensações de cobranças indevidas nas contas de luz dos consumidores devem causar volatilidade tarifária. Há também o acionamento da bandeira vermelha. Além disso, o preço da conta de luz sofrerá um novo aumento a partir de julho, proveniente do repasse das transmissoras. Outro item administrado que apresenta riscos ao longo de 2017 é o preço da gasolina, condicionado pelo diferencial de preços de combustíveis em comparação com os preços internacionais. O risco de novos aumentos de preços não é desprezível.

O que esse balanço de riscos significa para o Banco Central? Este seguirá com reduções da taxa Selic. A estimativa da MAPFRE Investimentos é de que esta será reduzida em 100 pontos-base no próximo Copom, em 12 de abril. Mas a gestora não considera que a taxa de juros neutra tenha sido reduzida, já que esta reflete determinadas condições econômicas, como produtividade dos fatores e as poupanças dos setores público e privado. Não há mudanças fundamentais dessas condições na economia brasileira.

Assim, a taxa de juros neutra se mantém estável, sem alterações, se comparada com a taxa de juros neutra dos últimos anos. Sem dúvida, um piso para a redução da taxa Selic.

GESTÃO
Semana passada foi novamente de alta para as principais bolsas internacionais, apesar da volatilidade apresentada em decorrência do cenário político local. No ano, o Ibovespa acumula valorização de 7,90%. Apesar disso, o mês de março foi de desvalorização de 2,52%, encerrando o período aos 64.984 pontos. No mercado de câmbio, o Dólar se valorizou frente ao Real e encerrou a semana com alta de 1,28%, cotado a R$ 3,1684.

Os destaques positivos da bolsa ficaram por conta das ações da Usiminas, com alta superior a 9%, refletindo a troca da presidência. Além disso, a BR Foods recuperou parte das perdas ocasionadas com a operação “Carne Fraca”. Já na ponta negativa, a maior baixa ficou por conta do banco Santander, com desvalorização de 9,93%, após o anúncio da saída do fundo soberano do Qatar do controle acionário do banco.
No mercado de juros, seguem as apostas com relação a magnitude do corte da SELIC na próxima reunião do COPOM. A curva de juros hoje precifica 100 pontos de redução na taxa básica de juros. Porém, o cenário contempla a aprovação da reforma da previdência e caso não seja aprovada alteraria o cenário de juros para 2017 e 2018. Os destaques da semana foram: Janeiro de 2018 com queda de 3 pontos; Janeiro de 2019 com alta de 5 pontos; Janeiro de 2021 alta de 1 pontos; Janeiro de 2023 com queda de 1 ponto e Janeiro de 2025 com estabilidade.

SOBRE A MAPFRE - A MAPFRE Brasil, no país desde 1992, é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes. Especialista nos segmentos em que atua, a MAPFRE Brasil opera com bases de negócios sustentáveis e é dividida em unidades de Investimentos, Consórcios, Capitalização, Previdência e Vida Resgatável, Saúde, Assistência e Pesquisa e Desenvolvimento (CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación Mapfre, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população.

A unidade MAPFRE Investimentos é especializada na gestão de fundos de investimentos que atendem aos segmentos de pessoa física, jurídica e institucional, totalizando hoje um volume superior a R$ 9 bilhões.

Outras informações sobre MAPFRE Investimentos:
CDN – Comunicação
Henrique Alves | + 55 11 3643-2736 | henrique.alves@cdn.com.br
Vilma Balint | + 55 11 3643-2837| vilma.balint@cdn.com.br
Fernanda Monteiro | + 5511 3643-2804 | fernanda.monteiro@cdn.com.br

Voltar ao topo