Ir para o conteúdo

Roubo, queda ou sumiço do celular: veja como proteger o aparelho durante a folia no Carnaval

Seja qual for a programação desse Carnaval, é importante ter alguns cuidados para evitar quedas e até a perda do celular durante as festas do feriado. O GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE traz dicas de como garantir a proteção do aparelho, o que fazer em caso de problemas e como o seguro pode ajudar nessas situações.

A primeira dica é manter a atenção com bolsas e mochilas e evitar deixar o telefone em lugares de fácil acesso. “Grande parte dos roubos e dos furtos ocorrem em ambientes aglomerados. Por isso, sempre recomendamos o armazenamento do equipamento em locais de difícil acesso, como em compartimentos internos e fechados da bolsa”, explica Jabis Alexandre, diretor geral de Automóvel e Massificados do GRUPO.

O momento da selfie também requer cuidados, pois as abordagens podem acontecer quando as pessoas estão distraídas e vulneráveis. Para garantir o registro fotográfico sem problemas, procure observar a movimentação do local antes de qualquer exposição direta do smartphone e sempre utilizar o celular quando estiver acompanhado de amigos.

A apólice básica do seguro de celulares prevê ressarcimento em casos de roubo e furto qualificado – quando ocorre abordagem ameaçadora ou arrombamento do local para obtenção do bem. Já os casos de furtos simples, quando o aparelho é levado sem que o dono perceba, não estão cobertos.

Outra dica preciosa é não digitar ou fazer ligações enquanto caminha. Além do risco de assalto, os buracos e demais interferências nas vias podem ocasionar  a queda do smartphone e do proprietário. Para esse tipo de situação, Alexandre também explica: “a apólice pode cobrir tombos, que acabam trincando a tela ou até prejudicando o funcionamento do equipamento, e danos elétricos, que costumam acontecer no momento da recarga, mas é preciso ficar atento para incluir essa cobertura na hora da contratação”.

Apesar de todos os cuidados, nem sempre é possível evitar alguns prejuízos. Se houver roubo ou perda do celular, mantenha a calma e entre em contato com a operadora de telefonia para bloquear o aparelho e, na sequência, registre um Boletim de Ocorrência. “Quem conta com o seguro, pode acionar a empresa imediatamente. Se tiver dúvidas sobre o que fazer primeiro, a central de atendimento poderá orientar e apoiar em todo o processo”, complementa Alexandre.

Voltar ao topo