Ir para o conteúdo

MAPFRE Investimentos: preços de combustíveis puxam inflação em agosto

São Paulo, 5 de setembro de 2017 – Nesta semana será anunciado o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de agosto. A expectativa é de 0,37% para o mês e 2,64% no acumulado em 12 meses. Os três principais vetores dessa projeção são: alimentos e bebidas, energia elétrica e gasolina. Esses fatores, somados ao efeito sazonal de educação - dado que parte dos contratos de cursos são reajustados para o segundo semestre -  causam um viés inflacionário para o mês passado.

Quando analisamos os itens de alimentação, sobretudo em relação ao ano passado, é possível perceber que a deflação aumentou significativamente em agosto. Em julho, a deflação de alimentação havia sido de 0,47%, mas voltou a acelerar no mês passado, de forma que projetamos 1% para a categoria. Isso se deve a produtos in natura, cujos preços caíram bastante com lenta suavização nos próximos meses.

Quando analisamos os preços da tarifa de energia elétrica, a primeira coisa que levamos em conta para o sobressalto em agosto é a alteração da bandeira tarifária para vermelha (de julho para agosto), trazendo um viés inflacionário para o mês passado. É importante ressaltar que esse efeito será estritamente reverso em setembro, pois a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) divulgou a alteração de bandeira tarifária de vermelha para amarela.

Os preços de combustíveis foram os protagonistas da inflação de agosto, sobretudo por conta do aumento de PIS/COFINS, anunciado no final de julho. O efeito do aumento se faz perceptível em todo o Brasil, de forma que algumas tentativas de derrubar o decreto foram levantadas e, quase imediatamente, derrubadas. A expectativa é de que esse aumento em agosto tenha um efeito de 27 pontos base. Entretanto, os próximos meses também apresentam viés inflacionário para o setor de combustíveis no Brasil, com o anúncio, na semana passada pela Petrobras, de um aumento de 7% na gasolina, trazendo um efeito inflacionário de 26 pontos base para setembro, caso o reajuste seja repassado integralmente aos consumidores.

A conclusão do cenário é de continuidade da deflação de alimentos em setembro e maior pressão inflacionária nos preços de combustíveis, sobretudo gasolina.

Gestão
Semana de maior alívio para os investidores locais, com destaque para a divulgação do PIB referente ao segundo trimestre de 2017. O crescimento de 0,2% em relação ao trimestre anterior foi acima das expectativas de mercado e ajudou para que o Ibovespa superasse a marca dos 72 mil pontos. Já no mercado externo, o destaque ficou por conta dos indicadores de emprego que continuaram a apresentar robustez na economia norte-americana. Com isso, o dólar encerrou a semana com leve desvalorização frente ao real de 0,56%, sendo cotado a R$ 3,1404.

No mercado de renda variável, destaque da semana para a forte valorização das ações de Magazine Luiza. A ação encerrou o mês com valorização de 54,81% e acumula alta de 435% no ano de 2017. Muitos analistas citam os bons resultados que a empresa vem apresentando de forma consistente desde o ano passado. Já pelo lado negativo, as ações da Eletrobrás apresentaram desvalorização de 10,68% em um movimento de realização de lucros, uma vez que as ações apresentaram valorização de 30% no mês de agosto.
Já no mercado de renda fixa, a curva de juros continuou o movimento de queda. Mesmo com indicadores de atividade demonstrando leve reação, prevalece a ideia de que a inflação não voltará a incomodar e, com isso, o Banco Central cortaria a Selic para abaixo de 8% ainda em 2017. Na próxima semana haverá reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), e o consenso atual é de novo corte de 100 bps. Os destaques da semana foram: Jan18 queda de 9 pontos; Jan19 queda de 2 pontos; Jan21 queda de 9 pontos; Jan23 queda de 9 pontos; Jan25 queda de 9 pontos.

SOBRE A MAPFRE - No Brasil desde 1992, a MAPFRE é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes. Especialista nos segmentos em que atua, a MAPFRE opera com bases de negócios sustentáveis e é dividida em unidades de Investimentos, Consórcios, Capitalização, Previdência e Vida Resgatável, Saúde, Seguros (por meio do GRUPO Segurador Banco do Brasil e MAPFRE), Assistência e Pesquisa e Desenvolvimento (CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população. Mais informações sobre produtos e soluções: www.mapfre.com.br.

A unidade MAPFRE Investimentos é especializada na gestão de fundos de investimentos que atendem aos segmentos de pessoa física, jurídica e institucional, totalizando hoje um volume superior a R$ 10 bilhões.

Outras informações sobre MAPFRE Investimentos:
CDN Comunicação
Ana Beatriz Paschoal | + 55 11 3643-2737 | anabeatriz.paschoal@cdn.com.br
Mônica Sasso | + 55 11 3643-2837 | monica.sasso@cdn.com.br
Fernanda Monteiro | + 5511 3643-2804 | fernanda.monteiro@cdn.com.br

Voltar ao topo