Menú Principal
Menú Principal

QUER UMA COTAÇÃO?

365415~|mapfre~|COCHE-32~|

Carro

365415~|mapfre~|ELECTRODOMESTICOS-32~|

Comércio

365415~|mapfre~|HOGAR-32~|

Residencial

365415~|mapfre~|VIDA-Y-DECESOS-32~|

Vida

Home > Para Você > Seguro de Carro > Artigos: Auto e Moto > Como saber se o catalisador do carro está com defeito?
defeito no catalizador do carro

Como saber se o catalisador do carro está com defeito?

Desde a década de 90, a inclusão do catalisador nos veículos passou a ser obrigatória, pois o mesmo é encarregado de converter os gases tóxicos, gerados a partir da combustão do motor, em vapores não-poluentes. Desse modo, o intuito do componente é reduzir em mais de 95% a emissão de gases tóxicos oriundos dos automóveis na atmosfera.

Quando os catalisadores estão com defeito, isso se torna um problema tanto para a saúde das pessoas, de forma geral, como também para o meio ambiente, sendo essencial procurar a ajuda de um profissional para resolver a questão o mais rápido possível.

Ao constatar um catalisador do carro com defeito e levá-lo ao mecânico, o profissional precisará abrir e desmontar o componente para consertá-lo e desentupi-lo. No entanto, caso o material com que o catalizador for feito estiver apresentando sinais de desgaste e derretimento, a única solução é substitui-lo.

Sinais de que o catalisador está com defeito

Confira quais são os principais sinais de que há um problema no catalisador do carro e o mesmo está perdendo sua eficácia.

 – Perda de potência no motor

Quando o motorista detecta que a potência do automóvel está prejudicada, esse é um possível sinal de que o catalisador está com problemas. Isso geralmente acontece quando há um derretimento parcial de parte da peça, o qual não é facilmente detectado porque a provisão de oxigênio permanece acontecendo. Ainda assim, a conversão dos gases não é concluída da forma como deveria, fazendo com que o veículo libere um fluxo de gases poluentes acima dos parâmetros previstos na lei.

 – Ruídos no escape

Ruídos constantes vindos do sistema de escapamento também são um forte indício de um catalisador defeituoso. Logo ao perceber um barulho atípico e persistente, o mais indicado é já procurar uma oficina mecânica para que o profissional verifique o estado da peça.

 – Aumento no consumo de combustível

Além de prejudicar o desempenho do motor, o derretimento do catalisador também provoca um acréscimo no consumo de combustível. Isso ocorre devido ao aumento de pressão e das inconsistências no fluxo de gases, que fazem com que o motor precise trabalhar mais. Logo, ao notar que o veículo está gastando mais etanol ou gasolina do que o habitual, é importante analisar a situação do catalisador.

 – Luz da injeção eletrônica

Por fim, o sinal mais evidente de que o catalisador necessita ser trocado é quando a luz da injeção eletrônica é acionada no painel do veículo. Esse é um forte indício de que algum componente do mecanismo de emissões está com defeito, e quando esse problema vem do catalisador, é porque o nível de degradação do mesmo está bastante avançado.

Causas de entupimento do catalisador

Automóveis com o motor já desgastado ou desregulado, ou ainda com a injeção eletrônica não funcionando como deveria, podem danificar o catalisador, pois essas características aumentam as chances de haver um entupimento ou derretimento do componente. Quando isso ocorre, os gases poluentes são impedidos de passarem, o que por sua vez, aquece o motor além do habitual e leva a uma perde de potência gradual do veículo.

Ao se encontrar nesse situação, o motorista deve desligar o carro o mais rápido possível para não provocar danos ainda maiores no motor. Além disso, é importante ficar atendo em relação à qualidade do combustível, pois etanol e gasolina alterados também são capazes de comprometer a efetividade do catalisador.

A recomendação dada pelos especialistas é realizar uma revisão do catalisador, através de um método de análise de gases, a cada 80 mil quilômetros rodados, ou antes, caso o componente apresente anomalias. Ao fazer a manutenção do motor, também é possível avaliá-lo para conferir suas condições. Se o catalisador estiver solto ou trincado em função de batidas, ele deverá ser substituído por uma peça adequada, de acordo com a motorização do automóvel, a qual deve possuir um selo de aprovação concedido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Após entender melhor como saber se o catalisador do carro está com defeito, veja também quais são as opções de seguro automóvel da MAPFRE, desenvolvidas de acordo com as prioridades de cada cliente e com acesso a assistências de qualidade e benefícios diversos.

Artigos

Onde fica o chassi do carro?

Onde fica o chassi do carro?

O chamado número do chassi é uma espécie de documento de identidade do automóvel. Cada veículo possui seu próprio número e, desde o ano de 1981, é formado por 17 caracteres, entre letras e números. Essa sequência alfanumérica é conhecida de forma oficial como Número...

ler mais
O que significa a cor da fumaça do carro?

O que significa a cor da fumaça do carro?

Quando o automóvel apresenta uma fumaça diferente saindo de seu escapamento, é preciso ficar alerta pois a tonalidade da fumaça pode ser um indício de problemas específicos no motor. Para saber mais sobre o tema, descobrir o que significa a cor da fumaça do carro e...

ler mais
Como limpar o vidro do carro?

Como limpar o vidro do carro?

Manter os vidros do carro sempre limpos e higienizados parece uma tarefa simples, mas quando feita de maneira incorreta, pode embaçar ainda mais o vidro e prejudicar a visibilidade do motorista. Por essa razão, é muito importante saber como limpar o vidro do carro e...

ler mais