Ir para o conteúdo

Para que serve o seguro residencial?

Provavelmente alguém já falou pra você que é importante ter um seguro residencial. Seja a sua casa para alugar ou para morar, é crucial estar amparado caso algum imprevisto aconteça com seu imóvel. Por mais que você cuide bem da sua casa, pode acontecer de um raio cair e queimar algo ou de um cano estourar. Arrumar os estragos sai caro. Porém, quando a pessoa tem um seguro residencial completo, ela pode ter o gasto coberto pela indenização do seguro. Assim, mesmo em casos de imprevistos, não precisará gastar nada. Procure por uma seguradora que atenda a tudo o que você precisa em seu seguro residencial. Quando for escolher o melhor plano para a sua realidade, fique atento ao valor da apólice, que corresponde à indenização você receberá caso algo aconteça. Se você ainda tem dúvidas se precisa ou não contratar um seguro residencial, conheça mais sobre a importância dele para proteger seu patrimônio.

A importância de ter um seguro residencial

Há vários tipos de seguros residenciais disponíveis. Na maioria das vezes, além do plano básico, é possível acrescentar novas coberturas. Dessa forma, você consegue deixar o seguro residencial completo e adequado às suas necessidades. Há possibilidade de contratar assistências 24 horas de chaveiro, encanador, entre outros. ALgumas apólices cobrem até a troca de resistências de chuveiros elétricos e lâmpadas. Isso facilita a sua rotina e garante que esteja amparado, até mesmo se perder as chaves de casa e precisar de um chaveiro. Outra função interessante é a que se refere à responsabilidade civil familiar. Isso não faz parte do plano básico, mas pode ser contratado para quem quiser ficar livre de qualquer problema. Essa cobertura cobre desde o tratamento do vizinho, caso o seu cachorro escape e o morda, até uma infiltração em seu apartamento que possa danificar o apartamento que fica embaixo do seu. Há ainda seguros que cobrem problemas causados pelo vento, eletricidade e chuvas fortes. Naturalmente, quando você escolhe uma cobertura maior para acrescentar em seu seguro residencial, o valor a ser pago por ele também aumenta. Dessa forma, é preciso avaliar suas necessidades e o valor que cabe em seu orçamento doméstico.

Qual é a utilidade do seguro residencial?

Vale lembrar que há riscos cobertos e riscos excluídos. Os cobertos são os previstos na apólice de seguro, que você deverá ler com cuidado antes de assinar o contrato. Já os riscos excluídos são aqueles que não são cobertos pelo seguro. Dentre eles, danos causados por erupção vulcânica, guerra interna ou externa, entre outros. Há também alguns bens que não são segurados. Dentre eles obras de arte, metais preciosos e bens de grande valor. Nesses casos, é preciso fazer um seguro específico para o bem. Também não são cobertos bens de terceiros que estejam em sua propriedade, exceto quando a pessoa contrata a cobertura de responsabilidade civil familiar. Que tal proteger seu bem com um seguro residencial? O seguro residencial é útil sempre que há um imprevisto ou um dano maior. Contrate agora mesmo!
Voltar ao topo