Ir para o conteúdo

Dúvidas Frequentes

Sinistro Agro

Colheita Garantida, Canavial Seguro, Seguro Granizo, Cafezal Seguro, Seguro Floresta e Custeio Agrícola

Mostrar tudo

É possível verificar a empresa prestadora que irá realizar a vistoria do seu sinistro por meio de consulta no link “Envio de documentos”.

Lembre-se: o sinistro como referência para consulta será sempre o 1º risco da ocorrência mais recente.

Caso você tenha dúvidas em como realizar a consulta, clique aqui.

O termo Deferimento é utilizado quando há indenização a ser paga para o segurado ou beneficiário da apólice. Os valores pagos são informados no documento “Demonstrativo de Cálculo”, enviado para o e-mail cadastrado no momento do aviso.

O termo Indeferimento é utilizado quando não há indenização a ser paga. Neste caso, a seguradora emite uma “Carta Negativa”, relatando os motivos pelos quais o processo não tem direito à indenização. Esta também é enviada via e-mail, para o endereço cadastrado no momento do aviso do sinistro.

Revistoria é o termo utilizado para uma nova vistoria, caso o segurado não concorde com a avaliação de danos realizada pelo perito.

Ainda durante a vistoria, você pode manifestar sua discordância, descrevendo-a no próprio laudo. Caso tenha iniciado a colheita deve suspendê-la.

Para solicitar uma nova avaliação, siga os seguintes passos:

  1. Manifeste no laudo de regulação de danos o motivo da discordância e assine;
  2. Interrompa a colheita da área, caso ela já tenha sido iniciada;
  3. Solicite ao seu corretor que envie a formalização do pedido de revistoria em até 02 (dois) dias úteis após a realização da vistoria.

Para esclarecimentos sobre o procedimento de solicitação de revistoria procure o corretor ou a Sucursal.

Importante!

Os pedidos de revistoria só podem ser realizados antes do término da colheita.

Multirrisco Rural, Máquinas e Equipamentos, Penhor Rural, Multirrisco Rural Simplificado e Penhor Rural Simplificado

Mostrar tudo

As mercadorias são bens econômicos destinados à venda ou comércio sejam in-natura, semiprocessados ou processados, tais como grãos estocados e animais.

No momento da contratação da apólice o segurado deve informar que deseja estender as coberturas contratadas para as mercadorias.

Há exclusão para danos às mercadorias na cobertura de danos elétricos, uma vez que esta cobertura destina-se a reembolsar somente os danos materiais causados aos equipamentos segurados e instalações eletroeletrônicas.

Rateio é a cláusula do seguro que obriga a seguradora, em caso de sinistro, a pagar o prejuízo de maneira proporcional à diferença entre o Limite Máximo de Indenização da cobertura básica e o Valor em Risco dos bens segurados.

Sempre que o valor atual do bem segurado no momento de qualquer sinistro for superior ao valor em risco declarado na Apólice/Certificado de Seguro (Limite Máximo de Indenização da cobertura básica) será aplicada a cláusula de rateio e o segurado arcará com a parte proporcional dos prejuízos correspondente à diferença entre o prêmio pago e o cabível, calculado com base no valor em risco na data do sinistro.

Será considerada a “perda total” de um maquinário agrícola, quando o custo da reparação ou recuperação do bem sinistrado atingir ou ultrapassar 75% (setenta e cinco por cento) do seu valor atual.

Esta cláusula não se aplica às construções em geral e aos equipamentos para processamento e armazenagem de grãos (silos, moegas, secadores etc.). Para esses bens, somente será considerada a perda total quando a recuperação for economicamente ou tecnicamente inviável.

No caso de pagamento da indenização integral, a indenização será determinada pelo valor de mercado do bem, apurado na região da propriedade rural segurada na data da liquidação do sinistro e considerando o Limite Máximo de Indenização especificado na Apólice/Certificado de Seguro.

O valor de mercado será o resultado de cotações de venda ao público de um bem de igual marca, tipo, modelo, acessórios e ano de fabricação na data da liquidação do sinistro.

Na impossibilidade de se avaliar adequadamente o preço de mercado, o bem poderá ser indenizado pelo valor atual, ou seja, pelo valor de novo, deduzido a depreciação pelo uso, idade e estado de conservação.

Caso a máquina ou implemento não esteja disponível no mercado, será utilizado para indenização o valor de bem similar ou equivalente.

Não. O segurado deve conservar os vestígios e bens remanescentes do sinistro até que a Seguradora termine a apuração dos danos. Caso contrário a Seguradora ficará desobrigada de indenizar o prejuízo reclamado.

Havendo necessidade imediata de reparação ou substituição dos bens atingidos pelo sinistro, deve-se solicitar autorização prévia à seguradora para o início dos trabalhos de reparação/substituição.

Poderá ser feito por meio de:

  • Crédito em conta corrente nominal;
  • Crédito em Conta Poupança nominal;
  • Crédito em conta conjunta, sendo o beneficiário o primeiro titular;
  • Crédito em conta poupança conjunta, sendo o beneficiário o primeiro titular.
  • Não realizamos pagamentos em cheque.

Sinistro Pecuário

Mostrar tudo

Franquia é o valor ou percentual expressamente definido no contrato do seguro. A franquia é descontada a partir da ocorrência do primeiro sinistro indenizável. Este valor pode variar de acordo com o número de animais contratados na apólice.

O número do risco estará no canto esquerdo da sua apólice e é o primeiro número que é exibido antes da idade/raça em que se enquadrava o seu animal. Este risco aparecerá na sua apólice em número crescente, por exemplo: risco 1, risco 2, risco 3 e assim por diante, um abaixo do outro.

Voltar ao topo